terça-feira, 20 de março de 2018


A racionalidade estende as mãos para os sonhos
Não há como desaparecer no passado, é uma utopia em nossa ilusão

Quantos dedos já tocaram sua face?
Dedos que nunca tocaram a pele, tornam-se presentes, mesmo inexistentes no mundo palpável

Abstrato conhecer, sobriedade nas fantasias... 
Há lástimas nas canções ao final daqueles sonhos 

A ilusão também se faz despertar... basta compreender e encontrar o caminho de sua desejável morada.  

Ness Forest
Imagem: Marta Syrko


Overture from Bloom by Lights & Motion

Visitas

Web Statistics