terça-feira, 6 de outubro de 2015


Vejo agressividades físicas e mentais em relacionamentos como sendo a pior forma de ''amar''... (não é amor, é doença). Não suporto essa onda de anormalidade que assola os cérebros dos humanos, como sendo motivo de bem querer. 
Estar em um relacionamento não é uma prisão, não é sinônimo de pertencer ao outro, muito menos deve ferir... Por favor, pratique o amar catártico, não espalhe o vírus do desamor.   
Há uma semente em cada um de nós, deixar memórias cruéis em seu interior pode ser difícil de reverter, mas não impossível, pause o crescimento de maus sentimentos, germine-a com o que é mágico e empolgante.  *apenas um desabafo pelo o que vejo por aí e que é encarado como comportamento comum, esse buraco negro não existe em minha vida.



O relacionamento abusivo é visto como normal
Ciúme é taxado como prova de amor
Discutir é como beijar o ego

A agressividade é uma linha com cerol
Corta a pele, dilacera a saúde mental
Abusa dos sentidos sem pedir licença

A calma é inexistente
O medo pesa nos ombros
Poesias são destruídas antes do nascimento

Ser suave, respeitar, dar carinho, amar... 
Não deixe que essas qualidades morram
Alimente o verdadeiro sentido do amor na sua mais pura forma.




- Ness Forest

Visitas

Web Statistics