terça-feira, 29 de setembro de 2015


Tua ferida não curada, sangramento que escorre, deixa o sangue marcado no outro em um abraço de carinho.

Não queira ferir aquele que em um ato de amor, abre os braços, dá as mãos, fala em tom baixo, tentando curar-te de um passado presente...

Compreendo, esquecer é praticamente uma luta, mas é possível deixar para trás, sepultar os antigos vestígios.

Tua ferida não curada... não deve ser minha dor aguda.

Lembre do frescor de tua infância livre, passe essa essência por cima dos amargores de outrora, aquela inocência não está morta, apenas adormecida atrás de recordações dolorosas. 

Abrace essa lesão uma única vez, a despedida será completa... pois, tua ferida não curada precisa de uma inumação e ela não pertence mais a ti.

Tua ferida... curada. 
                
                                                                      
- Ness Forest
Imagem: Renato Mio

Visitas

Web Statistics