quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Uma xícara de chá, cheia e quente,
a ficar com o seu fundo coberto por resíduos
e um líquido intomável e bastante frio

Sem relutância afirmo
O calor atrai, mas sua notável e gritante falta
produz o sabor amargo do fim

A xícara está inteira
descarta-la não é minha escolha
limpei, sequei, não guardei

É preciso deixa-la a vista, para assim que surgir uma chance
poder degustar de um sabor diferente, com sorte, quem sabe, sem resíduos
com reposição constante, mantendo-a cheia de calor, aroma e sabor.


- Ness Forest
Imagem: Three Peanuts

 * Fragmentos

Visitas

Web Statistics