sexta-feira, 13 de dezembro de 2013


Cega-te, congela-te, não conceda o prazer ao ontem, cortando esperanças, nada de expectativas que entram no coração e espalham ilusões.

Uma razão afiada e um coração em espaços não definidos, é dar as mãos ao que iluminar mais os pontos escuros, reparando as indecisões.

O choro não cessa, a madrugada atira sementes, pensamentos brotam de maneira negativa, assassinando algum resto de lucidez. 

A boca pálida, maquiada de vermelho cereja, mascarando a inquietude interna. 

Suor frio se espalha nos lençóis, apenas eu e angustias do que parecia ser ontem, mas, se faz presente no hoje. 


- Ness Forest 

Imagem: Ness Forest

Visitas

Web Statistics