sexta-feira, 4 de outubro de 2013



... tinha tudo para ser um dia agradável, com essa chuva leve a cair e muita luz por todos os lados. O suco desceu amargo, muita mentira sobrevoando em  meu céu de aquarela. Os passos de minha dança foram comprometidos pelos grãos de areia em meu sapato, a cada vez que paro para retirá-los, perco um trecho do refrão da música a ser dançada. 

Segura-se... segura-se e corte a corda do cabo de guerra, livre-se e não queira dar mais um nó, já sabe o caminho a ser feito. 
Teimosia freia a sua evolução, revolucione-se, pegue a estrada bonita, pois, achando ser a pior escolha a se fazer, deu-se mal, nem tudo é previsível, onde está escrito '' entre, é um bom lugar'', pode sim ser uma verdade. 
O trem já vai passar, não posso mais recusar a pegá-lo, mas evitarei pensar o que poderia ter acontecido, não existiu e nem é possível acertar qual seria a história, poréns em demasia. 

A mala está pronta, não coloque nada de outras viagens, veja o novo e seja a novidade.

Recolherei o sangue a descer de meus olhos, não devo contaminar o restante de pureza ainda existente. 
Lá fora tem uma surpresa me aguardando, ou ainda imagino que sim, sempre imagino, talvez eu deva me abster disso também, mas por ora, não cometerei essa ação.
Pela janela quebrada, posso acompanhar minhas dores, administrá-las com delicadeza, não mereço mais um desgosto de proporção destruidora. 

Pegue a lâmina enferrujada, feche os olhos e a jogue para longe, assim não a encontrará tão facilmente e não irá se cortar dia após dia e acabar adoecendo mais uma vez...

Ness Forest
Imagem: worteinbildern

Visitas

Web Statistics