sábado, 31 de agosto de 2013

A mente esgotada, por anos e anos de angustias, tristezas, hoje o corpo paga o preço, setencias. 
Em meio a tudo isso, carinho daqueles que a querem bem, enchem seu interior de amor, percebe a verdade. 

Mas, claro, o medo existe, a vida é rasa - respirar é doloroso, quando ao fechar os olhos sonhos são mostrados e os vê destruídos

Diz não entender, mas sabe o motivo de tudo estar assim, sem controle, uma poeira transformada em montanha de lixo. 
Quando não há o que adoçar o chá, o que fazer, engolir amargo e aprender a lidar com esse sabor? 

Gostaria do adocicado, teima, mas ... acostumar já não é opção, é do cotidiano, dorme e acorda ao seu lado, inimigo monstruoso e íntimo. 
Abate-lo, é questão de sobrevivência, sobrevida mata seu hospedeiro (ela) e esse não é o plano e nunca foi.


- Ness Forest

Visitas

Web Statistics