quinta-feira, 4 de novembro de 2010

7 - Partir

Abri espaço, agora Neo pode partir rumo a novas aventuras (caminhos desconhecidos).
Neo sou Eu, Neo é uma mão amiga que me ergueu, um sorriso ao acordar, um cheiro de flor de laranjeira, sabor de aconchego...
Programei o surgimento dele? Não! Foi um renascimento de mim mesma.
Deixa-lo voar, não é abrir mão de tudo o que acabei de citar, quero apenas sair da 'zona de conforto' ... quero poder ter alguém que eu possa tocar nesta vida real e não apenas em minha cabeça.
Ele pode até voltar ou não, mas tem asas... está vivo em minha memória, em meu coração, na minha essência.
É um adeus ou um até logo? (... não há como saber por enquanto ...)

Imagem : Google

Visitas

Web Statistics