terça-feira, 10 de agosto de 2010

6 - Sempre perto

Abraços... não podemos nega-los.
Neo não economiza abraços comigo, no caos ou na paz, eles são puros e com aroma de flor de laranjeira e sabor de amanhecer.
Mesmo quando ele viaja, não deixa de me enviar abraços, são inatingíveis, nenhuma corrente de ar é capaz de desvia-los. Distancia somente existe para quem quer, ela é relativa, quantas pessoas estão perto e distantes, algumas longe e super próximas e também aquelas que estão perto de todas as maneiras.
Neo voltou a menos de 2 dias, nem precisou me avisar em qual lugar me esperaria, corri para o Rio das Pedras, o 6º sentido me mandou a dica, cheguei antes dele, sentei na beiradinha do rio, fechei os olhos e em poucos segundos fui surpreendida por suas mãos em meu rosto, me levantou e me presenteou com um abraço de saudade arrebatadora.
Fechei os olhos novamente, e aproveitei bem aquele momento.
É Neo, até quando ficamos "longe" por 1 dia, o abraço é suavemente explosivo.
A distancia não passa de uma mentirinha insatisfeita, tenho pena dos que acreditam nela.

Imagem: Stock Images

Visitas

Web Statistics