quinta-feira, 15 de julho de 2010


5 - Telas empoeiradas

Tirei do armário algumas telas antigas, aquelas cheias de feridas de tempos passados, coloquei todas no chão e montei uma exposição em meu quarto, onde, além de mim, apenas Neo pudesse ver.
Foi me batendo um desespero amedrontador, aquelas telas mereciam ser apagadas com uma camada grossa de tinta acrilica branca.
Sorte minha ter o Neo por perto, para assim me ajudar a encobrir antigas feridas, ele me disse que não há como excluir tudo, por mais que eu encubra todas aquelas pinturas, na minha mente se manterão os fragmentos, mas há como eu pintar essencias puras por cima da capa branca.
Já foram 2 telas "apagadas" ... vou encobrindo aos poucos, pois não preciso exigir tanto de mim, guardo um pouco do meu tempo para respirar e boa parte dele para vivenciar momentos ao lado de Neo.

Imagem: Google


Visitas

Web Statistics