segunda-feira, 28 de junho de 2010

4 - Um passeio a dois

O tempo ameaçava uma leve chuva e resolvemos levar o guarda-chuva conosco em nosso passeio pelo Bairro da Imaginação.
Caminhamos pela Rua Solitária, não era muito longa, apenas o bastante para sabermos o quanto é triste ficar sozinho, em todos os sentidos, desviamos até a Rua Encantar, tudo é belo a primeira vista, se perder o olhar não verá nada além, uma visão com mais degustação é o ideal, caso não o faça corre o perigo de voltar para a Rua Solitária.
Saimos de lá correndo de mãos dadas, avistamos a Av. Liberdade, [mão dupla] um bom lugar para correr livremente, em uma mão somente é permitida a passagem de 1 pedestre por vez, nela você caminha...caminha... caminha... vai se distanciando de quem estava próximo e tem uma vontade de voltar, mas vê que para voltar terá que arriscar os passos novamente, na mão contrária está a parte em que pode passar mais de 1 pessoa, quanto mais melhor.
Escolhemos esse lado do juntos somos melhores, foi maravilhoso, é praticamente possível praticar a liberdade próximo daquele que estimamos com carinho.
No Centro de tudo encontramos uma praça, Neo e eu sentamos em um banquinho e admiramos as folhas dançando com a música do vento e pousando no solo, era Outono, e aquelas folhas que caiam das árvores, formaram um lindo cobertor aconchegante para aquele solo tão pisado durante todo o ano.
Falei baixinho no ouvido de Neo : " __ És meu cobertor de folhas que me aconchega, não apenas no Outono, mas em todas as Estações do Ano. ''


Imagem: Alyssa Jul
Texto: Ness Forest

Visitas

Web Statistics