domingo, 27 de junho de 2010


Nasci na época certa. Sim! Muitas vezes achei que não, ainda bem que eu estava errada. Cometi o erro várias vezes, dizendo desejar ter nascido nos anos 50, 60, 70 [não estou tirando a beleza destas decadas, mas penso que eu passaria por poucas e boas apenas por ser vegan rs] .. sei lá! Que absurdo! Nenhuma dessas épocas era para mim, realmente. É preciso pensar bem profundamente, antes de chegar a uma conclusão dessas, pensei bem na beirada, o que nunca é prudente para nenhum assunto.
Brinquei muito na minha infancia, era um tempo bem mais seguro que hoje, brinquei na rua com os vizinhos e primos, diversos jogos, alguns a muito tempo conhecido e alguns inventados ali, na hora.
Fico com um vazio danado ao pensar nas crianças de hoje, crescem cercadas por computadores, não ativam a criatividade social, ficam sentadas em frente a um monitor, com quase tudo pronto.
Como era lindo brincar com os meus irmãos de teatrinho, cidadezinha, cientista maluco, colocar as mãos na terra e achar legal ficar com a ponta das unhas cheias
dela, jogos de tabuleiro, desmontar e montar brinquedos [mesmo quando não tinha mais como arrumar], fazer invenções com o resto dos brinquedos desmontados, competir em corrida [não vou escrever sobre todas as brincadeiras, daria quase 100 linhas rs].
Ah! Como esquecer das festas de aniversário, onde iamos para brincar, comemorar, comer brigadeiros e tomar guaraná com canudinho.
Com 12 anos ainda brincava de bonecas com as amigas.
Fico com uma revolta tão grande, em saber que a cada dia que passa, as crianças estão mais e mais precoces, isso não é divertido, é animalesco! Crianças com menos de 12 anos bebendo alcool, não vão mais a festas inocentes, algumas já sabem dar beijo de língua [para não falar outras coisas], ficam grudados nos celulares, não brincam mais, não sabem o que é bom! Não me sinto nem um pouco confortavel em colocar uma criança no Mundo para viver nesse ambiente vazio.
E as músicas? Sem comentários! Quase todas falando sobre sexo, sobre dar porrada, sobre drogas e por aí vai. Imagina o que vai vir depois dessa palhaçada de Lady Gaga e companhia... tenho medo, muito medo!
Músicas inteligentes estão ficando raras, o que vale nesse Mundinho Globalizado são letras vazias e sem criatividade. [Falo mesmo, pouco me importa se alguém vai sentir-se atacado com este Post].
Voltando a falar sobre as festas lindas quando eu era criança: Quando crescemos, já não mais oferecem festas suaves, pessoas somente querem encher a cara de cachaça, conversar coisas que valem a pena? Ahahahha, com quem está bebado é praticamente impossivel! Ah, que saudades dos brigadeiros e dos risos verdadeiros, sem um pingo de cachaça no organismo. [Não bebo mesmo e tenho orgulho disto! Não sou crente Ok! Aliás, religião é outra praga da humanidade, que só causa guerras].
Bato no meu peito com orgulho e digo: Tive uma infancia MARAVILHOSA, PERFEITA!!!
Crescer é doloroso, depois que passa a infancia [sem nenhum trauma], passamos por sofrimentos, cicatrizes ficarão, mas aquele sentimento feliz que está guardado nas lembranças nunca morrerá. Nunca!

Para completar:




Imagem: Vintage Images
Texto: Ness Forest




Visitas

Web Statistics